terça-feira, 30 de junho de 2015

Frutas que pouco conhecemos da Mata Atlântica

Um bioma quase no fim, ainda pode oferecer iguarias que encontramos somente nele, confiram.

Fonte da imagem - Dica da Diversão

A gente sempre ouve nos noticiários sobre alimentação saudável e que frutas são essenciais para isto. Porém, as frutas que entram na moda nestes cardápios geralmente vêm de fora do nosso país. Que o diga a “febre do blueberry”, também conhecido como mirtilo.

Mesmo com as mesmas propriedades nutricionais, muitas frutas legitimamente brasileiras ficam esquecidas e são raras as pessoas que conhecem elas. Tem gente até que chama estas frutas nativas de exóticas, porque nos esquecemos que elas existem.

A Mata Atlântica, por exemplo, é um bioma que, mesmo tão destruído, ainda conserva plantas que dão frutos extremamente gostosos e bons para a nossa saúde. É verdade que o crescimento das cidades destruiu muito desta incrível floresta, porém, nos locais onde ela ainda é preservada é possível encontrar plantas frutíferas lindas e deliciosas! Conheça algumas destas delícias autenticamente brasileiras!

CABELUDINHA


Conhecida também como guapirijuba, esta planta (Myrciaria glazioviana) produz frutos amarelos e peludinhos, por isso o seu apelido “cabeludinha”. Ela é encontrada em áreas litorâneas de Mata Atlântica e frutifica durantes os últimos meses do ano, entre outubro e dezembro.

AMEIXA DA MATA


Esta é uma planta um pouco rara de se encontrar. Também chamada de cambuí roxo, o fruto da Eugenia candolleana é rico em vitamina C e, além de gostoso, outras partes da planta podem ser utilizadas como remédios contra herpes e brotoejas.

ARAÇÁ


O araçá tem o sabor muito parecido com a goiaba. Isto porque as plantas são parentes próximas, pertencentes ao mesmo gênero (Psidium). São árvores (Psidium cattleianum) muito utilizadas nos projetos de recuperação da Mata Atlântica pois atraem diversas aves que se alimentam do seu fruto e espalham as sementes para lugares mais distante.

UVAIA


Uma fruta bem amarela e azedinha. A uvaia (Eugenia uvalha) está mais presente nas regiões mais ao sul da Mata Atlântica, no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Assim como o araçá, também é utilizado em áreas de recuperação, pois atraem muitas aves que ajudam na dispersão das sementes.

GRUMIXAMA


Uma das plantas com maior distribuição dentro da Mata Atlântica, a grumixama (Eugenia brasiliensis) pode ser encontrada nas matas primárias da Floresta Atlântica, desde a Bahia até Santa Catarina. Ela é realmente muito gostosa, parece até uma mistura de duas frutas conhecidas, a pitanga e a jabuticaba! Vale a pena conhecer e experimentar.

4 comentários:

  1. Faltaram muitas outras, tais como: cambucá, cambucí, jabuticaba de cipó gabiroba da mata etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas essas Roger são as que o povo pouco conhece. As que você citou são as que mais conhecem =D.

      Mas agradecemos por lembrar e pelo comentário.

      Grande abraço, Equipe BioOrbis

      Excluir
  2. Respostas
    1. Muitas floriculturas e floras vendem mudas. Mas uma forma que faço para reproduzir essas lindas árvores nativas é através das sementes, no caso demora mais que as mudas mas vale a pena.

      Agradecemos pelo comentário, um grande abraço,

      Equipe BioOrbis.

      Excluir