quinta-feira, 21 de abril de 2016

O Fim dos Dinossauros

Um mistério, como eles foram extintos? Um novo estudo sugere que os dinossauros já estavam em declínio 50 milhões de anos antes da queda do asteroide, que foi o golpe final a eles.


Vamos descobrir...

A nova avaliação acrescenta conteúdo para um debate sobre o que os dinossauros estavam fazendo quando uma rocha espacial de 10 km de extensão se chocou contra a Terra à 66 milhões de anos atrás.

A equipe sugere que esses grandes seres estavam em declínio a longo prazo, porque eles não poderiam lidar com os caminhos que a Terra estava tomando.

O ESTUDO

Os investigadores analisaram os restos fósseis de dinossauros a partir do ponto em que surgiram à 231 milhões de anos atrás até o ponto que eles foram extintos.


Para começar, novas espécies evoluíram a uma taxa explosiva. Mas as coisas começaram a diminuir cerca de 160 milhões de anos, levando a um declínio no número de espécies que começa em cerca de 120 milhões de anos atrás.

Dr. Manabu Sakamoto, um paleontólogo da Universidade de Reading, que liderou a pesquisa, disse: "Nós não esperávamos este resultado."

"Mesmo que eles foram aniquilados em última instância, pelo impacto do asteroide, que eram, na verdade, o seu caminho já estava comprometido cerca de 50 milhões de anos antes desse impacto."

PADRÃO MISTO

A análise do Dr. Sakamoto mostra que dinossauros de pescoço comprido, os saurópodes gigantes estavam em declínio mais rápido, enquanto terópodes, o grupo de dinossauros que inclui o icônico Tyrannosaurus rex, estavam em um declínio mais gradual.

Co-autor Dr. Chris Venditti, biólogo evolucionista da Universidade de Reading, disse à BBC:

"A atual opinião generalizada é que os dinossauros foram reinantes e fortes até o impacto que atingiu a Terra, e é o impacto que levou a sua extinção final", disse ele.


"E enquanto isso é certamente verdade, mas o que descobrimos foi que eles estavam em declínio muito antes disso."

Dr. Venditti acredita que 50 milhões de anos antes eles já estavam em declínio, o que tornou-os ainda mais suscetíveis à catástrofe ambiental que se seguiu ao impacto de um asteroide.

"Se eles foram reinantes e fortes, talvez eles teriam se saído muito melhor do que eles fizeram", disse ele.

Um estudo de dois anos atrás, também indicou que algumas espécies estavam em declínio, mas apenas para os últimos milhões de anos antes do impacto do asteroide. A nova pesquisa sugere que o problema começou dezenas de milhões de anos anteriores e afetou uma ampla gama de espécies.

Então, por que os dinossauros já estavam em declínio? Ninguém sabe, mas uma possibilidade é a incapacidade de lidar com a forma como o ambiente estava mudando.

PRESSÕES EVOLUCIONÁRIAS

Condições de 230 milhões de anos atrás eram perfeitos para os dinossauros, quando surgiram pela primeira vez, era quente e exuberante do polo ao equador.

Mas, como o clima esfriou e o nível do mar mudou, os dinossauros podem ter sido submetidos a novas pressões evolutivas.


Dinossauros e mamíferos evoluíram mais ou menos ao mesmo tempo, mas o ex-dominado a superfície da terra foi por mais de 100 milhões de anos.

O impacto de um asteroide é comumente pensado, por ser o caminho para os mamíferos para assumirem a liderança evolutiva. Mas o novo estudo sugere que a supremacia dos mamíferos pode ter ocorrido, eventualmente, sem um impacto vindo do espaço.

O co-autor Prof Mike Benton, da Universidade de Bristol, disse à BBC: "climas mundiais foram ficando cada vez mais frios, e o tempo todo dos dinossauros eram acostumados em climas muito quentes, e por outro lado os mamíferos estão melhores adaptados ao frio.

"Então pode ter havido um interruptor, mais em qualquer caso, sem o impacto de um asteroide."

Vejam um vídeo do canal News of World (em inglês), da BBC falando sobre a pesquisa:




Então mesmo com essa grande descoberta, o mistério ainda continua, como eles foram ao declínio para à extinção...

Fonte: BBC News

Nenhum comentário:

Postar um comentário