domingo, 13 de março de 2016

Mendel

O pai da genética.


VAMOS CONHECÊ-LO...

Nome: Gregor Johann Mendel

Nascimento: 20 de julho de 1822
Local: Heizendorf bei Odrau, Nový, Império Austríaco – hoje parte da República Checa

Morte: 6 de janeiro de 1884 (61 anos)
Local: Brno, Morávia – Austria-Hungria

Área: Genética, Ciências Naturais

Instituições: Abadia de São Tomé (Brno)

Alma mater: Universidade de Viena

Teorias: Leis de Mendel



A maior contribuição para a Genética atual foi dada pelo monge Gregor Mendel, que realizou experimentos com ervilhas cultivadas em seu jardim, no mosteiro de Brünn, na Áustria (atualmente Brno, na Republica Tcheca).

O mosteiro agostiniano em Brno, onde Mendel fez suas descobertas. Fonte da imagem: Wikipédia

Mendel não só se interessou nas plantas, ele também era meteorologista e estudou as teorias da evolução. Ao longo da sua vida foi membro, diretor e fundador de muitas sociedades locais: diretor do Banco da Morávia, foi fundador da Associação Meteorológica austríaca, membro da Real e Imperial Sociedade da Morávia e Silésia para melhor agricultura, entre outras.

Fonte da imagem: DererumMundi.

O trabalho de Mendel, apresentado a comunidade científica em 1865, passou despercebido até que em 1900 três cientistas, de modo independente, reconheceram e confirmaram as ideias de Mendel. Esses pesquisadores foram o holandês Hugo de Vries (1848-1935), o alemão Carl Correns (1864-1933) e o austríaco Erich von Tschermak (1871-1962).

Ervilhas, o objeto de estudo usado por Mendel. Fonte da imagem: BiologiaNet.

Mendel postulou que a transmissão dos caracteres hereditários era feita por meio de fatores que se encontravam nos gametas. Ele chegou às suas conclusões antes mesmo de saber o que são cromossomos e de se conhecerem os processos de divisão celular por mitose e meioseAtualmente, os fatores mendelianos são denominados genes.

No período entre a publicação do trabalho de Mendel e seu redescobrimento em 1900, muitos avanços aconteceram no campo da Citologia. Os cromossomos e outras estruturas celulares foram observados ao microscópio, e os processos de divisão celular, por mitose e por meiose, foram descritos.

A primeira Lei de Mendel ou Lei da Segregação Independente dos Fatores. Fonte da imagem: HugoAjuda.

Por volta de 1902, alguns cientistas, especialmente Walter Sutton (1877-1916), verificaram que o comportamento dos cromossomos nas divisões celulares era comparável ao dos fatores mendelianos.

A primeira Lei de Mendel. Fonte imagem: ThinkBio.

Em 1910, realizando experimentos com a mosca Drosophila melanogaster, Thomas Hunt Morgan (1866-1945) e seus colaboradores reforçaram essas ideias e comprovaram a teoria cromossômica de herança, segundo a qual os genes estão localizados nos cromossomos. Por seus trabalhos nessa área, Morgan recebeu em 1933 o Prêmio Nobel de Fisiologia u Medicina.

A partir dessas interpretações consideradas corretas sobre a participação dos genes e dos cromossomos nos mecanismos de herança, a Genética teve um grande desenvolvimento e hoje é a uma área em plena expansão.

Fonte: LOPES, Sônia; ROSSO, Sergio. Biologia. Volume único. Editora Saraiva. 2006.

E VENHAM CONHECER MAIS GÊNIOS DA CIÊNCIA. PARA ACESSAR É SÓ CLICAR NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS ABAIXO:

Barbara McClintock

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/barbara-mcclintock.html

Watson & Crick

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/watson-crick.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/rosalind-franklin.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/03/linus-pauling.html

E VENHA SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO G+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS E VOCÊ NÃO PERDE NENHUMA DE NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

 https://plus.google.com/collection/Ut3sQB https://plus.google.com/collection/IPIdQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário