quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Energia limpa é gerada a partir de plantas sem prejudicá-las

Um processo que vem sendo desenvolvido no Holanda desde o final de 2014 pode revolucionar o sentido da expressão energia limpa, usada para descrever aquela que não libera (ou libera poucos) gases e resíduos que contribuem para o aquecimento global em sua produção ou consumo.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2015/02/energia-limpa-e-gerada-partir-de.html

VAMOS DESCOBRIR...

A empresa Plant-e Wageningen vem iluminando grande parte da Holanda com lâmpadas LED abastecidas por plantas. O sistema é resultado de pesquisas desenvolvidas por uma das proprietárias da empresa, Marjolein Helder.

Uma reportagem do portal Ciclo Vivo revelou o caso, que começou a sua fase teste com pelo menos 300 lâmpadas de LED. A ciência por trás do sistema é simples e antiga, mas o seu diferencial é o fato de não causar dano algum aos vegetais


Segundo informações da revista Yes Magazine, há anos estudantes da Holanda já faziam experiências produzindo energia a partir de vegetais, como a batata. Agora, esse processo foi aprimorado e pode ser aproveitado com outras plantas.

Em tese, o processo envolve o crescimento de plantas em módulos plásticos de dois metros quadrados. Eles são ligados a outros módulos onde são submetidos ao processo de fotossíntese e transformam a energia solar, ar e água em açúcares. Alguns desses açúcares são usados pela planta para o seu crescimento, enquanto outros voltam para o solo como resíduos. À medida que esse material se decompõe, são liberados prótons e elétrons.

O sistema da empresa usa, então, eletrodos no solo, para aproveitar este material e conduzir a energia.

A simplicidade é o que faz a empresária acreditar que o projeto possa ser revolucionário, principalmente para a produção de energia limpa e acessível, a comunidades rurais, que normalmente não têm acesso às redes de transmissão.

Fonte: TopBiologia

4 comentários:

  1. Uilmara Machado de Melo Gonçalves.25 de fevereiro de 2015 21:24

    Genial!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Incrível não é mesmo Uilmara?

      Agradecemos pelo comentário,

      Abraços, Equipe BioOrbis.

      Excluir
  2. Maravilhoso o trabalho da cientista. O planeta agradece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um fabulo trabalho não é mesmo Bete? O Planeta sorri pra coisas assim.

      Agradecemos pelo comentário,

      Abraços, Equipe BioOrbis.

      Excluir