sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Nós não somos só simples formigas, nós somos uma legião

Conheçam as formigas legionárias. "Nem ninhos de terra nem de madeira, com nossos corpos somos a muralha e o nosso castelo".

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/12/nos-nao-somos-so-simples-formigas-nos.html
Eciton burchellii. Fonte da imagem: Myrmecos.

VAMOS DESCOBRIR...

As espécies de formigas que convivem com o homem, invadindo suas residências ou permanecendo nas regiões externas são genericamente chamadas de formigas urbanas. Analisando essas formigas, notoriamente a grande maioria delas é considerada exótica, ou seja, vivem em habitats diferentes da sua origem e somam quase de 120 espécies.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/12/nos-nao-somos-so-simples-formigas-nos.html
Soldado das Legionárias.

Mas nem todas essas espécies têm a capacidade de se instalar com sucesso, prosperar e aumentar a área colonizada. As espécies que conseguem essa façanha chamam-se invasoras. Elas podem mudar de local e competir com as espécies naturais, deslocando-as. Grande parte do problema que a América enfrenta com formigas é devido ao fato de espécies exóticas terem sido introduzidas em áreas onde não havia inimigo natural, provocando rápido crescimento dessas populações de formigas.


As formigas representam de 10 a 25% do total da biomassa animal na maioria desses ambientes, constituindo, portanto, um importante concentrador de energia, possibilitando a estabilidade dos vários ecossistemas terrestres e regulando a ciclagem de nutrientes.

Assim elas contribuem para tornar a Terra mais habitável para o homem. Elas participam da aeragem do solo, pois removem mais terra do que as minhocas, atuam ainda na polinização e dispersão de sementes de muitas plantas, sendo importantes, por exemplo, no repovoamento vegetal em áreas de mineração. Vária espécies são predadoras de importantes pragas agrícolas. Devido à diversidade e alto grau de competição entre as espécies, sem dúvida, o maior inimigo de uma formiga é outra formiga.

As legionárias Eciton burchellii

As formigas legionárias transferem seus formigueiros a cada duas ou três semanas. São encontradas principalmente na África e na América tropical. Diversas espécies são encontradas no sul e sudoeste dos Estados Unidos. As formigas legionárias são predadoras, e suas tropas de busca de alimentos são conhecidas por exterminar insetos, lagartos e pequenos animais.

Ninho das Legionárias.

O ferrão das legionárias é muito venenoso, e são conhecidos casos em que mataram galinhas e animais maiores. As legionárias se dividem entre diversos tipos diferentes de trabalhadoras, entre as quais soldados.

As formigas soldado são maiores do que outras trabalhadoras, e têm mandíbulas fortes e dotadas de ganchos. As formigas legionárias são nômades; seus movimentos se relacionam ao desenvolvimento de sucessivas ninhadas.

Elas não usam nenhum tipo de material para a construção de seu ninho, ao contrário, elas se juntam e formam uma rede que cobre a rainha e as larvas. Por isso seus ninhos são temporários.

Soldado da Legionária (a esquerda) e operária (a direita).

Quando os ovos estão sendo postos e depois se tornam larvas, a colônia se mantém imóvel. Ao longo do período, a geração evolui de pupas para adultos. O formigueiro todo então se transfere ao próximo local, por meio de um túnel construído pelas trabalhadoras e coberto de folhas. As larvas são transportadas ao novo local nas bocas de algumas das trabalhadoras.

Importante ressaltar que sem as formigas não teríamos um equilíbrio no meio ambiente, elas são capazes de muitas coisas importantes, como a manutenção do solo, das sucessões ecológicas e entre várias outras.

Fonte: Maia Ambiental.

QUE FORÇA INCRÍVEL DESSES INSETOS! MAS NÃO PARE AGORA, PORQUE AS CURIOSIDADES SOBRE OS ANIMAIS NUNCA PARA (CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS):

Usando o Olfato para identificar

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/09/usando-o-olfato-para-indentificar.html

Formigas resistentes ao ultravioleta

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/07/formigas-resistentes-ao-ultravioleta.html

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/07/formigas-gladiadoras.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/05/formigas-escapam-de-armadilhas-usando.html

E NÃO DEIXE DE SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO G+, LÁ TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS. PARA ACESSAR BASTA CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/MK9dQB https://plus.google.com/collection/YU0mQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário