terça-feira, 30 de setembro de 2014

Abutres em extinção

Os abutres podem entrar em extinção diante de nossos olhos na África e na Europa.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/09/abutres-em-extincao.html

VAMOS DESCOBRIR...

Abutres, assim como os urubus encontrados nas Américas, comem as carcaças de animais em decomposição, ajudam a limpar o ambiente e previnem a disseminação de doenças

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/09/abutres-em-extincao.html
Abutre-barbudo (Gypaetus barbatus) encontrado na África, Europa e na Ásia. Espécie quase ameaçada de extinção segundo a IUCN – Foto: iStock/Thinkstock

Por isso são essenciais para o ecossistema e para a nossa saúde. No entanto, segundo a BirdLife International (parceria global entre organizações conservacionistas que visa preservar as aves e os habitats onde elas são encontradas), os abutres se tornaram rapidamente um dos grupos de aves mais ameaçados de extinção no planeta.

Abutre-do-egito (Neophron percnopterus) encontrado na Europa, Ásia e África. Espécie ameaçada de extinção segundo a IUCN – Foto: iStock/Thinkstock

Segundo o site da entidade, a droga veterinária diclofenac, usada para combater inflamações em animais domésticos, foi responsável pela morte de 99% dos abutres na Índia, Paquistão e Nepal. O medicamento está sendo comercializado em pelo menos dois países Europeus (Espanha e Itália).

Abutre-de-cabeça-vermelha (Sarcogyps calvus) encontrado no Sudeste Asiático, sobretudo na Índia. Espécie criticamente ameaçada de extinção segundo a IUCN – Foto: Dibyendu Ash/ Crative Commons.



Ao mesmo tempo, na África, caçadores ilegais matam elefantes em busca de marfim e envenenam as carcaças para matar os abutres. Assim, fica mais difícil para as autoridades encontrarem os corpos e os criminosos têm mais tempo para escapar. As aves também são mortas para que partes de seus corpos sejam usadas na medicina tradicional. Perda de habitat e colisões com fios de alta tensão são outras ameaças.

Abutre-negro (Aegypius monachus) encontrado na Europa e na Ásia. Espécie quase ameaçada de extição segundo a IUCN – Foto: iStock/Thinkstock

"Três em cada quatro espécies de abutres do velho mundo estão globalmente ameaçadas ou quase ameaçadas de extinção de acordo com a lista vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês)” disse Kariuki Ndanganga, coordenador da BirdLife Africa’s Species Programme, para a BirdLife International. “A não ser que ameaças sejam identificadas e combatidas rapidamente e efetivamente, abutres na África e na Europa podem entrar em extinção diante de nossos olhos.”

Com o objetivo de impedir a extinção dos abutres na Europa e na África, a BirdLife International lançou a campanha mundial Stop Vulture Poison Now (Pare o Envenenamento de Abutres Agora, na tradução literal para o português)  para tentar arrecadar dinheiro para ser investido na preservação das aves (Veja o vídeo da campanha, em inglês, no final do post).

Abutre-real (Torgos tracheliotus), com as asas abertas, encontrado na África e na Ásia (ameaçada segundo a IUCN). Abutres-de-rüppell (Gyps rueppellii), no chão com a ponta do bico claro, são encontrados na África (espécie criticamente ameaçada segundo a IUCN). Abutres-africanos (Gyps africanus), no chão com a ponta do bico escuro, são encontrados na África (espécie criticamente ameaçada segundo a IUCN) – Foto: iStock/Thinkstock

Jim Lawrence, coordenador do Programa de Prevenção de Extinções da Bridlife, disse em entrevista para a Bridlife International que é preciso banir o diclofenac veterinário na Europa e rever as ameaças enfrentadas pelas espécies africanas para tomar as medidas necessárias rapidamente. Ele termina fazendo um apelo “Seu apoio é vital e fará uma real diferença para o sucesso deste trabalho. Então, por favor, doe generosamente e nos ajude a manter os abutres voando alto como eles devem voar.”

Veja, abaixo, o vídeo da campanha em inglês:



Fonte:National Geographic Brasil

O TRISTE DESTINO DESSES ANIMAIS PODE LEVAR TAMBÉM UM DESTINO INCERTO PARA TODOS NÓS. MAS NÃO VAMOS PARAR POR AQUI, ABAIXO TEM MUITO MAIS (CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS):

Águia-cinzenta: sem saída

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/04/aguia-cinzenta-sem-saida.html



E NÃO DEIXE DE SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PRA ACESSAR OS LINKS: 

 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/o9fhQB https://plus.google.com/collection/Qu2lQB

2 comentários:

  1. QUE ABSURDO!!! O homem está sempre metido nos casos de extinção de espécies... LAMENTÁVEL!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Uilmara,

      Realmente sim, nós somos o maior culpado para a extinção das espécies dos séculos XIX, XX e XXI. E já estamos a baire da uma extinção em massa. Triste realidade.

      No caso dos abutres da postagem é um alerta vermelho, pois sem eles ai sim terá um colapso. Pois eles são os "lixeiros" da natureza, os limpadores.

      Agradecemos pleo comentário, um grande abraço.

      Equipe BioOrbis.

      Excluir