quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Formigas, meia volta, Formação!

Pesquisa sugere como formigas se organizam para carregar alimentos grandes.


Qualquer um que já assistiu a um grupo de formigas correndo para transportar um grande pedaço de comida para o seu ninho, provavelmente, se perguntou como essas criaturas minúsculas gerenciam essa tarefa. Para tentar responder essa questão, cientistas do Weizmann Institute ofScience, em Rehovot, publicaram um estudo sobre o caso na Nature Communications, explicando que estes animais tem um equilíbrio perfeito e comportamento conformista, o que permite as formigas a trabalharem juntas para moverem sua comida na direção desejada.

De acordo com a pesquisa, para arrastar um objeto grande, um certo número de formigas o cerca e levanta uma das partes, enquanto outro grupo fica encarregado por conduzir o grupo a direção correta. Porém, como é que elas permanecem equilibradas, em vez de simplesmente puxarem tudo para vários lados em uma espécie de cabo-de-guerra? Para tentar responder essa questão, o Dr. Ofer Feinerman, líder da pesquisa, e seu grupo, analisaram vídeos para rastrear os movimentos individuais de formigas em um grupo que estava carregando um grande item de comida para seu ninho, onde, basicamente, formigas-guias surgem no grupo de carregadoras para indicar o trajeto.

Foto: reprodução/Ehud Fonio, Ofer Feinerman/BBC)
Nas imagens, formigas individuais podem ser vistas ajudando na realização do trajeto por um curto período de tempo, sendo rapidamente substituídas por novas formigas em seus lugares. Quando estas novas formigas se mobilizam, as outras transportadoras, que inicialmente estavam um pouco confusas quanto à direção correta a se seguir, passam a seguir os comandos das recém-chegadas. Com as novas formigas, a direção do objeto é acertada, de modo que a trajetória se torna melhor voltada para o ninho. As recém-chegadas continuam a liderar o movimento entre 10 e 20 segundos. Apesar dessas formigas “melhores informadas” assumirem a liderança, elas também são rápidas para cedê-la, uma vez que a sua vantagem informacional desapareça frente a um novo grupo.

Diante dessas observações, um modelo matemático foi desenvolvido para descrever esse comportamento cooperativo. De acordo com o modelo, as decisões dos portadores “não-informados” se encaixam em um nível intermediário de conformismo comportamental. Já os indivíduos bem informados são, então, responsáveis por definir a orientar de forma otimizada a direção da carga. Este modelo descreve um ponto crítico entre o conformismo e a individualidade, que permite que o grupo de formigas coordene o trabalho e ajuste sua direção conforme necessário.

(Foto: reprodução/Weizmann Institute of Science)
O que este estudo pode nos ensinar sobre o papel da individualidade dentro de um grupo de animais sociais? Feinerman diz: “Neste sistema, a sabedoria não vem de multidões Em vez disso, alguns indivíduos fornecem os ‘cérebros’ e o papel do grupo é ampliar o poder do ‘músculo’ de indivíduos experientes para que eles possam realmente mover a carga”, explicou em entrevista ao Science Daily.

Fonte: Top Biologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário