quinta-feira, 9 de julho de 2015

Geladeira solidária

Geladeira comunitária em Bruxelas permite que pessoas deixem alimentos a quem precisa.

Qualquer pessoa pode doar alimentos. A ideia é evitar o desperdício e ajudar quem precisa.


Além de ajudar pessoas carentes, a geladeira combate o desperdício de alimentos que, antes, seriam descartados.

A instituição de caridade Corvia decidiu instalar uma geladeira no meio da calçada de um dos bairros mais populares de Bruxelas. A iniciativa teve início no último natal, período que é frio no país, mas que também é tradicionalmente marcado por festas, abundância de comida e um espírito de solidariedade mais aguçado entre as pessoas.

A geladeira possui uma tecnologia sustentável. É alimentada por energia solar e foi fruto de doações de comerciantes locais. Qualquer um pode deixar os alimentos nela ou se servir, basta chegar e abrir a porta.

A campanha conscientiza para o fato de que muitos alimentos, que ainda estão em condição de uso, são desperdiçados. Doar pode ajudar muitas pessoas que passam fome e ainda combater esse desperdício. Os principais colaboradores são padarias e restaurantes da região, que preferem doar a mercadoria não vendida no dia a jogar no lixo.

A expectativa é que cada vez mais a população se envolva no projeto e passe a rechear a geladeira com alimentos nutritivos, gostosos e que podem servir a quem necessita. A geladeira pode receber desde ingredientes ainda a ser preparados como restos de pratos prontos. Essa ideia permite que moradores de rua que não possuem meios para preparar suas refeições também possam comer os pratos.


O governo também possui projetos que oferecem comida à população carente, mas, mesmo que baixos, esses projetos geralmente têm custos – média de 3 euros (10 reais). Outro benefício da geladeira é ficar à disposição de quem precisar dela em qualquer horário do dia. É uma forma de dar mais dignidade àqueles que buscam alimento; um direito essencial de qualquer cidadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário