segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ursos-polares: em busca do gelo

A corrida pela sobrevivência. Estudo acompanha estratégias desses mamíferos em cinco países.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/01/ursos-polares-rumam-para-o-norte-em.html
Fonte da imagem: greenme.

VAMOS DESCOBRIR...

Alguns grupos de ursos-polares estão lentamente se mudando para ilhas ao norte do Canadá, que mantêm o gelo ártico por mais tempo, de acordo com um estudo que prevê a continuação da migração, ligada à mudança climática.

O trabalho foi publicado este mês no Plos One, e se baseou em DNA colhido de quase 2.800 ursos polares em países onde os animais vivem – Estados Unidos. Rússia, Canadá, Groenlândia e Noruega. Os estudos acompanharam a mudança através da similaridade genética entre quatro regiões.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2015/01/ursos-polares-rumam-para-o-norte-em.html
Urso-polar (Ursus maritimus) espécie vulnerável segundo a lista vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês). Fonte da imagem: National Geographic Brasil.

Grupamentos de ursos da área do leste do Ártico, no Canadá, e de uma área marinha nas costas de Groenlândia e Sibéria, estão viajando para o arquipélago canadense, também conhecido como Arquipélago Ártico, onde o gelo é mais abundante.

Durante os últimos 15 e 45 anos os animais vêm mudando sua distribução na direção do Arquipélago, disse a pesquisadora Elizabeth Peacock, da U.S. Geological Survey e principal autora do estudo. Os ursos escolhem esta área por ser “onde o mar é mais resistente ao derretimento do verão devido a padrões de circulação, geografia complexa e latitudes mais frias ao norte”, observou ela.

Fonte da imagem: arcticjournal.

O arquipélago canadense pode servir como refúgio futuro para ursos-polares, que dependem do gelo ártico para se alimentar e procriar. Desde 1979, a extensão de gelo no outono declinou 9% por década, até 2000.

Os ursos não estão se mudando em massa, diz o estudo. Em vez disso, as alterações na distribuição parecem ser sutis e graduais. “O gelo é como uma calçada transitável, e eles estão seguindo por ela”, afirmou Peacock. “Quanto mais tempo sem gelo, menos irão se alimentar”, disse ela à Discovery.

Fonte da imagem: Twitter.

Fonte: National Geographic Brasil.

CADA VEZ MAIS ESSES INCRÍVEIS ANIMAIS ESTÃO SOB A PRESSÃO DO DESEQUILÍBRIO AMBIENTAL. MAS NÃO PAREM AGORA, POIS TEMOS MAIS AQUI PARA DESCOBRIR (CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS):

Estratégia para sobrevivência

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/08/estrategia-para-sobrevivencia.html

Help (socorro)! O fim dos ursos-polares?

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/09/help.html

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/09/o-fim-do-gelo.html

E VENHAM SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE+. PARA ACESSAR OS LINKS BASTA CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO E SEGUIR:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/YU0mQB

 https://plus.google.com/collection/8ZnoQB

 https://plus.google.com/collection/M-zdQB https://plus.google.com/collection/slsfQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário