segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Pedreiro faz casa com garrafas pet em Minas Gerais

Uma ação bio-sustentável para a construção de casas que se iniciou no exterior começou a ganhar espaço no Brasil. Recentemente, um pedreiro de Extrema, Minas Gerais, resolveu adotar o método da construção de casas com garrafas pet.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/12/pedreiro-faz-casa-com-garrafas-pet-em.html

VAMOS DESCOBRIR...

Revelado por uma reportagem do G1, o pedreiro Ed Mauro Aparecido Morbidelli contou que ao todo foram usadas mais de 10 mil garrafas pet na estrutura do imóvel. Quanto ao custo, a casa saiu por menos de R$ 15 mil. 

Apesar de, à distância, a casa parecer como uma tradicional que estamos acostumados a ver, quando nos aproximamos do imóvel é possível observar, no lugar de tijolos, círculos coloridos das garrafas que geralmente usamos para armazenar refrigerantes.  Além das garrafas cheias de terra, ele usou cimento e areia.

O pedreiro garante que as paredes são tão firmes quanto as feitas com tijolos e que a casa resiste às ações do tempo. “Isso aqui é um tijolo, quase 8 kg cada garrafa cheia”, explica.

Com a ajuda de amigos, Morbidelli construiu a casa em um terreno na zona rural da cidade. Foram dois anos de obras e para completar ainda falta o acabamento, que ele vai executando aos poucos. O pedreiro nunca tinha feito nada assim e conseguiu aprender sobre a técnica na internet.

Pioneirismo

Há 14 anos, a artesã boliviana Ingrid Vaca Diez inovou ao desenvolver um projeto intitulado Casas de Botellas (Casas de Garrafas), que tem como objetivo construir casas com garrafas PET. A inciativa, que hoje é mais comum em diversas partes do mundo, foi considerada como pioneira na época.

A criação surgiu a partir da vontade de ajudar família de baixa renda que ainda não tinham moradia em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia.

Leia mais sobre o projeto de Ingrid clicando aqui.

Fonte: TopBiologia

Um comentário: