quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vocês conhecem a Cigarra Sanguinea?

Exatamente vocês não leram errado, é Cigarra Sanguinea, mas ela não solta sangue como vocês estão pensando, confiram.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/11/voces-conhecem-cigarra-sanguinea.html
Fonte da imagem: Cicada Mania.
VAMOS DESCOBRIR...

As Cigarras e o homem

Os insetos, e as substâncias deles extraídos, têm sido utilizados como medicamentos em todas as culturas orientais e também nas ocidentais. Além do aspecto medicinal, estes animais têm cumprido um papel místico no tratamento de muitas doenças



A ciência tem comprovado a existência de propriedades imunológicas, analgésicas, antibacterianas, diuréticas, anestésicas e anti-reumáticas nos corpos dos insetos, tanto assim que hoje algumas destas substâncias são usadas e sintetizadas nos laboratórios farmacêuticos.


A China é uma das nações que, graças a sua cultura milenar, tem desenvolvido mais a vertente da entomologia. Desde o veneno dos escorpiões e das aranhas até às cigarras. A cigarra de manchas vermelhas é famosa na China por seu uso na medicina tradicional, e é conhecida com o nome comum de "chu-ki".

Deste inseto usa-se a exúvia para vários medicamentos. A exúvia é considerada um antipirético para baixar a febre. O indivíduo adulto é utilizado principalmente para tirar se tirar o "mal olhado".


Há milhares de anos antes de Cristo os antigos chineses consideravam a cigarra como um animal mágico. Pensavam que as cigarras eram um símbolo de renascimento e imortalidade, do mesmo modo que os antigos egípcios consideravam sagrados os escaravelhos.

Os chineses, certamente, observaram as ninfas das cigarras emergir da terra, ir até as cortiças das árvores e converte-se em adultos alados. Para eles isto significava a "vida depois da morte".


Reproduções de cigarras em jade, como animais sagrados, foram utilizadas pelas primeira vez durante a dinastia Han (202 a.C - 220 d.C). Essas reproduções são chamadas de "amuletos da morte" ou "amuletos da língua", por serem colocados na boca do defunto para induzir a ressurreição.

Não obstante, os chineses no transcorrer de sua história deram outros significados à cigarra como, por exemplo, o de fertilidade, abundância ou boas colheitas. Finalmente para, para os gregos as cigarras eram um prato delicioso.

Fonte: Acervo pessoal <Autênticos insetos de Coleção - Autor: Alberto Peruzzo Editore

Nenhum comentário:

Postar um comentário