sábado, 11 de outubro de 2014

Soldadinho-do-araripe pede água!

Uma das mais lindas e extraordinárias aves brasileiras, enfrenta a ameaça da sua extinção.


O soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) tomando seu banho, será que é o ultimo... Foto: Ciro Albano. Fonte da imagem: National Geographic.

VAMOS DESCOBRIR...

Vamos ver uma história de uma ave incrível e extraordinária. Mas a ambição do homem ameça as águas onde esse pequeno passarinho vive e toma seus banhos.

No centro da região mais árida do Brasil existe um verdadeiro oásis – o vale do Cariri cearense, lugar que impressiona pela quantidade de fontes d’água, além da exuberância de verde, contrastante com a caatinga que perde as folhas na seca.

O soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni). Fonte da imagem: hbw.

Este vale ocupa menos de um décimo das encostas da Chapada do Araripe, cujos aquíferos subterrâneos abastecem mais de cem fontes que representam quase 80% da vazão d’água que ressurge em todas as suas vertentes. Nesta paisagem única, a seleção natural preparou uma verdadeira joia viva e exclusiva dali, um pássaro de coloração branca, negra e vermelha conhecido no mundo inteiro, o soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni).

Além de se alimentar e reproduzir na vegetação úmida, que legalmente é considerada como Mata Atlântica, costuma fazer seus ninhos sobre os córregos, banhando-se ao amanhecer e no final das tardes.

A incrível Chapada do Araripe, habitat do soldadinho-do-araripe. Fonte da imagem: portalmorada.

No princípio do século XIX, o botânico escocês George Gardner esteve na região e ajudou a revelar o rico patrimônio paleontológico da Chapada do Araripe, além de descrever plantas e narrar sua árdua jornada pelo País.

Maledicente e preconceituoso, Gardner acentuou seu mau humor ao atravessar o tórrido sertão do Ceará, no entanto, após um banho nos rios habitados pelo soldadinho-do-araripe, descreveu a paisagem como um poeta, tocado pela emoção de tamanha preciosidade.

Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) macho. Fonte da imagem: hbw.

Descoberto por cientistas somente em 1996, o soldadinho-do-araripe saiu do anonimato e atualmente simboliza todo este patrimônio natural para a sociedade. Sua imagem figura nos principais eventos ambientais e culturais da região, em um fenômeno que o classifica como “espécie-bandeira”, pois sua conservação significa a manutenção da qualidade de vida das pessoas através do uso sustentável dos recursos naturais.

Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) fêmea. Fonte da imagem: hbw.

Caso vivesse nos tempos atuais, Gardner poderia praguejar bastante ao ver a forma como estamos cuidando da paisagem que tanto o encantou. Em determinadas fontes, a pressão gerada pelo crescimento urbano desordenado e agricultura insustentável tem aprisionado as águas das fontes em canos, desde suas nascentes, contrariando a proteção às Áreas de Preservação Permanente previstas em lei.

Nascente encanada. Foto: Ciro Albano. Fonte da imagem: National Geographic.

Até o soldadinho-do-araripe parece desolado ao se deparar com caixas de alvenaria acorrentadas no meio da mata. Para mitigar o problema, a sociedade tem discutido sobre como evitar a extinção do pássaro ameaçado, especialmente através do Plano de Ação Nacional (PAN) para a conservação do soldadinho-do-araripe, documento oficial do governo brasileiro que celebra um acordo entre diversos atores locais, sendo prevista uma reunião de monitoria para setembro deste ano.

Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) casal. Fonte da imagem: picssr.

Entre dezenas de compromissos assumidos no documento, destaca-se a criação de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral para proteção das águas, e consequentemente, do pássaro e de tudo o que representa.

Esta recomendação já constava na descrição da espécie, publicada em uma revista científica de 1998, sendo repetida e aperfeiçoada nos estudos voltados à gestão que antecederam o PAN do soldadinho-do-araripe.

Soldadinho-do-Araripe fêmea em seu ninho. Foto: Ciro Albano. Fonte da imagem: National Geographic.

Em 2007 foi protocolado o processo de criação junto ao Ibama, que naquele ano foi dividido e deu origem ao Instituto Chico Mendes. Existe esperança de que esta Unidade se torne realidade em tempo hábil, no entanto, em estratégia paralela, um grupo de entidades parceiras busca o reconhecimento de um mosaico de áreas protegidas. Este esforço pode ser a gota d’água para transbordar uma década de empenho na conservação do soldadinho-do-araripe.

Vejam um vídeo do canal Carolina Barros, sobre a conservação do soldadinho-do-araripe:



Por Weber Girão (Projeto Soldadinho-do-araripe e Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos – Aquasis) e Ciro Albano (NE Brazil Birding)

Saiba mais sobre o projeto de conservação do soldadinho-do-araripe clicando aqui.

Fonte: National Geographic Brasil

TRISTE VER UMA ESPÉCIE TÃO MARAVILHOSA ENFRENTAR O RISCO DA EXTINÇÃO. MAS NÃO PARE AGORA, POIS AQUI EM BAIXO TEM MUITO MAIS PRA VOCÊS, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS OU TÍTULOS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

Aves do Brasil: A visão dos ornitólogos

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/03/aves-do-brasil-visao-dos-ornitologos.html

A origem do voo das aves

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2017/02/a-origem-do-voo-das-aves.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/as-aparencias-enganam.html

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/05/rolinha-do-planalto-de-volta-ao-cerrado.html

 https://bio-orbis.blogspot.com/2015/01/dez-especies-de-aves-sao-vistas-pela.htm

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/o-uirapuru-verdadeiro.html


E NÃO DEIXE DE SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR E SEGUIR:

 https://plus.google.com/collection/Qu2lQB https://plus.google.com/collection/YU0mQB

 https://plus.google.com/collection/slsfQB https://plus.google.com/collection/YLgT0

 https://plus.google.com/collection/A_jjz https://plus.google.com/collection/o9fhQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário