segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Mamutes: extintos por vegetações?

Os grandes e imponentes herbívoros extintos por seu próprio alimento?

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/02/mamutes-extintos-por-vegetacoes.html

VAMOS DESCOBRIR...

Um estudo sugere que a cerca de 10.000 anos atrás no Ártico, campos de gramíneas que de repente se espalharam por todo o território mataram os mamutes e outros mamíferos pré-históricos. As tundras e as estepes se comparadas as gramíneas são mais nutritivas, e que possivelmente podem ter contribuído para a extinção desses antigos animais.

O aquecimento do clima após a Idade do Gelo, os caçadores pré-históricos, e até mesmo um impacto de um cometa foram propostos como razões para a extinção dos grandes Mamutes, os Rinocerontes lanudos, e outros da famosa "megafauna", de grandes dimensões que já habitaram a Sibéria e planícies do norte longe da América do Norte.

A nova análise de DNA de vegetações Árticas dos últimos 50 mil anos, que publicado na revista Nature por uma equipe liderada por Eske Willerslev, da Universidade de Copenhague, oferece uma nova hipótese na teoria do aquecimento do clima: Os grandes animais desapareceram porque eles não estavam recebendo o alimento suficiente e em certo equilíbrio.


Cerca de 10.000 anos atrás, os pesquisadores descobriram que a floração, das plantas de folha larga, conhecidas como Forbs, incluindo Artemísia, Yarrow, Mums, e Tansies, desapareceram das estepes do Ártico, que se tornou dominada por gramíneas. Essa mudança de vegetação era "uma das principais razões prováveis ​​para o declínio de extinção de muitas espécies da megafauna", diz Willerslev.

DNA

No estudo, a equipe de amostragem pegaram núcleos que datam de 50.000 anos a partir de 17 locais no norte da Rússia, Canadá e Alasca. Eles descobriram que as assinaturas de DNA nos núcleos indicam que as espécies de floração, e os pequenos vermes que lhes estão associados no solo, uma vez que predominou sobre gramíneas nas estepes antigas.


Além do mais, os Mamutes e outros animais parecem ter se favorecido .Willerslev e seus colegas analisaram 18 amostras preservadas de conteúdo estomacal e fezes de Mamutes, Rinocerontes lanosos, cavalos, renas e alces. Eles descobriram que as espécies de floração fizeram grande parte da dieta desses animais.

A DESPEDIDAS DAS FLORES

Quando a última Idade do Gelo chegou ao seu pico por volta de 20.000 anos atrás, a diversidade de todas as plantas no Ártico diminuiu, mas plantas com flores continuou a dominar mais que as gramíneas. O aquecimento que terminou a "Era do Gelo", no entanto, também trouxe um clima mais úmido que era mais amigável para gramíneas. "Esta é a provável razão para a mudança de vegetação no Ártico em um sistema dominado por arbustos e gramíneas que vemos hoje ", diz Willerslev . De fato, grande parte da antiga estepe, deu lugar as tundras.


As manadas de mamutes e outras, provavelmente também ajudaram a manter o estepe em que viviam, se era dominada por gramíneas, ou, como a nova pesquisa sugere, por uma fonte de alimento chamada forbs. Pastoreio e pisoteio da vegetação permitiu novas mudas a criar raízes, e estrume fertilizado as plantas. Caçadores humanos, através da redução da população de mamutes, pode, assim, ter ajudado a completar a transição da vegetação que as mudanças climáticas começaram.


"Há perigos em fazer generalizações sobre a dieta herbívora", diz o especialista em Paleobotânica Robert Crawford , da Universidade da Escócia de St. Andrews. Condições de forrageamento no inverno e as condições locais para o alimento em toda a Idade do Gelo do Ártico tem que ser examinado mais de perto em mais estudos, ele sugere.


A última, a população isolada de Mamutes foi extinta na ilha de Wrangel da Sibéria cerca de 3.700 anos atrás.

Fonte: National Geographic


TRISTE A EXTINÇÃO DESSES INCRÍVEIS ANIMAIS NÃO É MESMO PESSOAL? MAS NÃO PARE POR AI! CONTINUE CONECTADO, VEJAM MAIS (CLIQUE NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS ABAIXO):

Híbrido, Mamufante (mamute + elefante)

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/08/hibrido-mamufante-mamute-elefante.html


Conheçam o ‘Bebê do Gelo’

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/06/conhecam-o-bebe-do-gelo.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2013/12/de-volta-vida.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2016/07/os-super-carnivoros-do-pleistoceno.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/12/mastodontes-desapareceram-da-beringia.html


SIGA NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+ E NÃO PERCA UMA POSTAGEM (CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO):

 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/8ZnoQB https://plus.google.com/collection/YLgT0


 https://plus.google.com/collection/o9fhQB https://plus.google.com/collection/Q5LvSB https://plus.google.com/collection/cI6dQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário