sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Mundo colorido

A cura do daltonismo pode estar despontando.


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/01/mundo-colorido.html
Fonte da imagem - Patologia Ocular
VAMOS DESCOBRIR...

Após uma terapia genética, machos adultos do macaco-de-cheiro (assim como as pessoas daltônicas, eles não possuem o gene de pigmentação que permite a distinção entre o vermelho e o verde) passaram a enxergar tonalidades que jamais haviam notado.

Cerca de 20 semanas depois de receberem injeções na retina do gene L-opsina, os animais começaram a distinguir pontos vermelhos e verdes em uma tela de computador. Sempre se imaginou que a percepção das cores dependia de uma rede nervosa inalterável e formada no início do desenvolvimento. Porém, segundo o neurocientista Jay Neitz, esse estudo mostra que "o cérebro pode adaptar um circuito preexistente a uma nova função". No futuro, tal terapia poderia curar 200 milhões de daltônicos, na maioria homens, e estimular a busca de tratamentos de outros tipos de cegueira genética.


Fonte da imagem - G1
Por enquanto, pelo menos um macaco aproveitou para ganhar nova predileção por pastilhas verdes do chocolate M&M.

Fonte: Revista National Geographic Brasil, Março de 2010.


MAS NÃO PARE POR AQUI, ABAIXO TEM MUITO MAIS PRA VOCÊS (CLIQUEM NOS TÍTULOS OU NAS IMAGENS PARA ACESSAR OS LINKS):

Novas espécies - World Wildlife Fund (WWF)

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/10/novas-especies-world-wildlife-fund-wwf.html


A dominação social feminina em lêmures

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/05/biologos-explicam-dominacao-social.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/02/plantas-repelente-e-macacos-prego.html


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2015/03/conhecam-o-uacari-o-primata-de-cara.html


E VENHA SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, PARA FICAR LIGADO, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

 https://plus.google.com/collection/0LmdQB https://plus.google.com/collection/8ZnoQB

 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/Ut3sQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário