quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Incríveis animais pré-históricos

O nosso mundo já passou por diversas mudanças desde a sua inicial formação.


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2013/12/incriveis-animais-pre-historicos.html
A incrível Megafauna Australiana. Fonte da imagem: Mundo dos animais

VAMOS DESCOBRIR...

Essas mudanças possibilitaram que a vida surgi-se, adaptar-se e evoluir, desde os mais simples microrganismo até o maiores seres vivos que já caminharam sobre o planeta Terra.


Através dessas grandes mudanças, começou a se formar os grandes continentes, que antes eram unidos em uma única massa de terra. Mas a vida em terra ainda não era viável no início, ainda não existia camada de ozônio e nem oxigênio disponível para que houve-se vida. Por isso a vida se iniciou na água, onde os pequenos organismo podiam se proteger dos raios ultra violetas, e terem uma grande disponibilidade de oxigênio para sobreviver.


Depois de milhares de anos a vida na água começou a se expandir, saiu da água para a terra, e os organismos começar a evoluir. Através de grandes adaptações, como escamas resistentes, fecundação interna, um pulmão para respirar fora d'água, etc. Muitos cientistas dizem que a vida também se expandiu para a terra devido a grande competição por alimento, ou a falta dele. Com o continentes em deriva, começaram a se formar lagoas, e nelas os alimentos ficaram escassos, e com isso os organismos que viviam lá foram forçados a ir a terra para procurar alimento. Claro que esse processo não foi imediato, levou milhares de anos para adaptação e evolução.


Agora a seguir alguns animais que viveram, e ainda vivem:


Ursus maritimus tyrannus


Fonte da imagem: Prehistoric Fauna
Esse era provavelmente um dos maiores ursos que andou sobre a Terra. Ele é uma subespécie extinta do urso, mais aparentado ao urso polar. Viveu por volta do Pleistoceno, aproximadamente 70 mil anos atrás. Abaixo uma comparação de seu tamanho com o atual urso polar.





Crocodylus thorbjarnarsoni


Fonte da imagem: Deviant Art
Provavelmente vocês já conhecem crocodilos e jacarés, eles viverem e ainda vivem até hoje desde a época dos dinossauros. Mas seu ancestral viveu entre o Plioceno e Pleistoceno, podendo ser o maior crocodilo que já viveu. Com o maior crânio já encontrado indicando um possível comprimento total de até 7,6mCientistas dizem que esses grandes répteis comiam dinossauros, até provavelmente o temível Tyrannosaurus rex.





Prorastomus sirenoides


Fonte da imagem: Save the Manatee Club
É uma espécie extinta de primitivo sirenian que viveu durante o Eoceno 40 milhões de anos atrás na Jamaica. Um ancestral do Peixe-boi.

Carcharodon megalodon

Fonte da imagem: Fandom
Quando o assunto é mar e predador, todos lembram do temível tubarão branco. Mas comparado ao seu ancestral, ele se torna pequeno e vulnerável. O Carcharodon megalodonou tubarão-branco-gigante, viveu entre 20 e 1,6 milhões de anos atrás no período Mioceno. Provavelmente eram os maiores predadores marinhos daquela época.



Spinosaurus aegyptiacus


Fonte da imagem: Mundo dos animais
Quando se fala de Dinossauro, o primeiro que vem a cabeça é o Tyrannosaurus rex como o maior e mais temível. Mas existiu outro que era maior, e ele sim era o rei dos Dinossauros carnívoros. O Espinossauro, viveu durante o período Cretáceo, medindo em torno de 8 metros de altura por 18,5 metros de comprimento e pesando possivelmente até 20 toneladas.


Tropeognathus mesembrinus


Fonte da imagem: Wikink with Dinosaurs
Quando o assunto é voar, o pterossauro do gênero Tropeognathus foi o maior animal voador já vivente encontrado. Foi encontrado no Brasil, datado do período Cretáceo.


Euriptéridos

Fonte da imagem: Roger Vida Marinha Antiga
Se você não gosta de insetos, então é melhor correr, pois o maior artrópode já vivente foi o escorpião marinho gigante. Ele viveu à 400 milhões de anos, no período devoniano da Era Paleozóica. 


Depois desses incríveis animais que já viveram a milhões de anos, é importante ressaltar que mesmo hoje ainda existem animais surpreendentes, até uns que viveram em tempos remotos ainda vivem até hoje. Mas isso nos mostra como é importante a evolução e adaptação, se antes haviam animais gigantescos e hoje com tamanhos menores, deve ser devido a alguma adaptação para eles diminuírem de tamanho, provavelmente devido o aumento da temperatura global, pois tendo corpos menores terão menos superfície de contato, sendo assim absorvendo menos calor, mas alguns cientistas discordam e possuem outras teorias.


Um comentário: