terça-feira, 17 de dezembro de 2013

A origem da Terra, como tudo começou...

De onde viemos? Para onde iremos? Não somente nós, humanos, mas toda a vida na Terra e também fora dela...

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2013/12/a-origem-da-terracomo-tudo-comecou.html

VAMOS DESCOBRIR...

O universo em que vivemos  possui cerca de  12 a 15 bilhões de anos, sendo 4,5 bilhões de anos pertencentes a idade da terra. O universo é constituído de matéria, ou seja, estrelas, planetas, galáxias, etc. Mas como tudo começou? De onde veio  essa matéria? Qual foi o ponto de partida? Bom, durante séculos procuraram a resposta  para essa questão, e hoje, existem  teorias  existentes afim de explicar a origem do universo. São elas, a teoria do Criacionismo, a  hipótese do átomo primordial (mais conhecida como ''Big Bang''), Teoria Ecpirótica e teoria do universo estacionário.


CRIACIONISMO 


Segundo a teoria do criacionismo, o universo e de todas as coisas, teriam sidos criados através de uma força sobrenatural, segundo a alguma cultura religiosa ou mitológica. Diversas culturas tiveram ou tem como base o criacionismo para explicação do surgimento do universo, da Terra e da vida presente nela .

FÉ BAHÁ'Í


Fé bahá'í foi fundada por  Bahá'u'lláh (1817-1892), um homem pertencente  a uma família nobre na Pérsia. Os Bahá'ís sustentam que há uma necessidade que ciência e a religião andem em harmonia como princípio fundamental. O tema central da mensagem de Bahá'u'lláh é o conceito de que a humanidade representa uma única raça e que é chegado o dia de sua unificação em uma única sociedade global. Defendem a existência de um único Deus, criador de todas as coisas. Segundo seus ensinamentos Deus é inacessível e não pode ser reconhecido jamais pelo uso da razão ou da inteligência, não podendo ser compreendido pela mente humana. 

MITOLOGIA EGÍPCIA


No princípio existiam as águas do caos, Nun. Um dia uma colina de lodo chamada Ben-Ben levantou-se dessas águas, tendo no seu cimo Atum, o primeiro deus. A partir de Atum surgiram os outros Deuses que criaram os ares, as terras e o céu.


MITOLOGIA GREGA


Segundo a mitologia grega, antes de serem criados o mar, a terra e o céu, todas as coisas apresentavam um aspecto que se dava o nome de Caos – uma informa e confusa massa, na qual estavam latentes as sementes de todas as coisas. A partir do Caos gerou-se dois filhos, Urano (céu) e Gaia (terra), e assim surgiu o mundo.

MITOLOGIA NÓRDICA


Na mitologia nórdica (ou mitologia anglo-saxônica), no início, antes do despertar dos Deuses, havia apenas um grande precipício vazio chamado Ginnungagap. Ao norte do vazio estava a região de névoa e gelo chamada Nifleheim, e ao sul a região de fogo Muspelheim. No meio de Nifleheim corre Hvergelmir, uma cascata de onde saem onze rios conhecidos coletivamente como Elivagar. Conforme estes afastavam-se de sua fonte até as bordas do Ginnungagap, o frio congelou suas águas e vapores transformando-os em gelo e neve. Quando as labaredas de Muspelheim encontraram-se com os Elivagar, o calor derreteu o gelo e formou um grande gigante de gelo, Ymir. Enquanto ele dormia, o suor de seu corpo formou o primeiro de sua prole de gigantes de gelo glacial. Tempos mais tarde, o derretimento do gelo criou uma vaca chamada Audhumla, e de seu ubere corriam quatro rios de leite, de onde se alimentavam Ymir e seus filhos. Para se alimentar, a vaca lambia as pedras de gelo salgado, e após três dias ela descobriu no gelo um homem forte e esbelto chamado Buri. Buri casou-se com uma das filhas de Ymir e teve um filho, Bor, que teve três filhos com outra donzela gelada, chamados Odin, Vili e Ve, os primeiros Aesires.


Hinduísmo


Brahma o Deus da Criação. Conforme a crença hindu, no inicio tudo era escuridão e silêncio. O Universo parecia mergulhado num grande sono. O primeiro ato do Deus Criador foi dar forma ao Céu e, assim, manter as metades separadas. Na sequencia, criou os seres humanos, os animais, os vegetais e tudo mais que há no Universo.


O CRIACIONISMO ISLÂMICO 


Crença de que o universo (incluindo a humanidade) foi criado diretamente por Deus, como é explicado no alcorão.

IORUBÁ


Todos os iorubá acreditam na existência de um Ser SupremoNa crença de Iorubá, o processo de criação envolve várias divindades. Em uma das versões, Olorum – Senhor Deus Universal – criou primeiramente todos os Orixás (divindades) para habitar Orun (o Céu, mundo espiritual), com o objetivo de usá-los como auxiliares para executar todas as tarefas que estariam relacionadas com a própria criação e o posterior governo do mundo. Então, Olorum encarregou Obatalá de criar o mundo; mas este, com pressa, não rendeu a Bará os tributos devidos e, durante sua caminhada, parou para beber vinho de palmeira e, embriagando-se, adormeceu. Oduduá, a Divina Senhora, foi ao encontro de Obatalá e, ao vê-lo adormecido, pegou os elementos da criação e começou a formação física da terra. Ela mandou que cinco galinhas d’angola começassem a ciscar a terra, espalhando-a, dando assim origem aos continentes. Oduduá soltou então os pombos brancos - símbolo de Oxalá – e assim nasceram os céus. De um camaleão fez surgir o fogo e, com caracóis, ela criou o mar


TEORIA DO BIG BANG


O modelo do Big Bang é o modelo que tenta explicar a formação do universo. Este modelo foi desenvolvido a partir das equações da Teoria da Relatividade Geral de Einstein. A teoria do Big Bang foi anunciada em 1948 pelo cientista russo naturalizado estadunidense, George Gamow (1904-1968) e o padre e astrônomo belga Georges Lemaître (1894-1966). Segundo eles, o universo teria surgido após uma grande explosão cósmica, entre 10 e 20 bilhões de anos atrás. O termo explosão refere-se a uma grande liberação de energia, criando o espaço-tempo. 

A teoria do Big Bang parte do pressuposto de que a matéria estava toda concentrada em um único ponto, um grão primordial de densidade infinita. A partir de uma perturbação de motivos desconhecidos esse grão teria explodido e expandido dando origem ao espaço e ao tempo como os conhecemos. Segundo Lamitre desvios espectrais das nebulosas eram devidos à expansão do universo. Logo, em algum momento a matéria deveria estar toda concentrada. A comprovação observacional veio em 1929, 2 anos depois, com Hubble que observou o “redshift” das galáxias distantes, que comprovavam que as galáxias estavam se afastando e que, quanto mais distantes, mais elas se afastavam. É a teoria mais bem aceita pela comunidade científica até hoje.

TEORIA ECPORÓTICA


A teoria cosmológica das branas assume que o universo visível está situado em uma brana tri-dimensional que se move dentro de um espaço com maior número de dimensões. Nossa brana pode ser uma de uma série de incontáveis outras branas movendo-se através dessas dimensões adicionais. 

O cenário ecpirótico foi proposto por Khoury, Ovrut, Steinhardt e Turok em 2001. Esse cenário sugere que o universo visível estava vazio e em contração no passado distante. Em certo momento nossa brana colidiu com uma outra brana paralela “escondida” o que provocou a mudança do universo em contração para um universo em expansão. Radiação e matéria aquecida foram criadas no ato da colisão originando o Big Bang e a partir daí o nosso universo surgiu. A colisão de branas, sob o ponto de vista das quatro-dimensões da branas visível tem a aparência de um big crunch seguido de um Big Bang.

UNIVERSO ESTACIONÁRIO 


Foi elaborada em 1948 por Fred Hoyle, Thomas Gold e Hermann Bondi como alternativa ao modelo do Big Bang. É um modelo amplamente desacreditado em Cosmologia que descreve um universo que se dilata (expande) e no qual matéria nova se cria nos intervalos crescentes entre as galáxias, mantendo a densidade de matéria no universo constante e propiciando permanentemente prótons para as estrelas produzirem seus processos de fusão, na nucleossíntese.

ORIGEM DA TERRA


A Terra formou-se há cerca de 4,5 bilhões de anos. Sua superfície inicialmente era constituída por magma quente. As rochas teriam se formado a seguir, com o resfriamento da superfície do planeta. 

As rochas mais antigas que se tem conhecimento datam de 3,9 bilhões de anos e nelas não se encontraram registros de vidaOs primeiros indícios da existência de seres vivos em eras geológicas passadas datam de 3,5 bilhões de anos.


Fontes: Livro Biologia volume único. Autores: Sônia Lopes & Sergio Rosso. Editora Saraiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário